jusbrasil.com.br
22 de Novembro de 2017

Operação Zelotes: Corregedoria investiga juiz da Zelotes

Política: A pedido do MPF, magistrado vira alvo de uma investigação da Corregedoria Regional da Justiça Federal

Su Tavares, Administrador
Publicado por Su Tavares
há 2 anos

Titular da 10ª Vara Federal Criminal de Brasília, o juiz Ricardo Augusto Soares Leite será investigado pela Corregedoria por conta de suas ações à frente da Operação Zelotes. Responsável por desarticular uma suposta organização criminosa a atuar no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), órgão ligado ao Ministério da Fazenda, a operação da Polícia Federal tem dificuldades desde seu início por conta da ação do juiz. O pedido de abertura de uma correição extraordinária na Vara comandanda por Leite partiu da procuradora Regional da República Valquíria Oliveira Quixadá Nunes, integrante da força-tarefa criada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Leite, afirmam os investigadores da Zelotes, barrou vários pedidos de prisão preventiva solicitados pela Polícia Federal e paralisou as interceptações telefônicas quando as diligências caminhavam para comprovar crimes praticados por altos funcionários de bancos como o Safra, Bradesco e Santander. A 10ª Vara é a única especializada em lavagem de dinheiro de Brasília. Por ela, obrigatoriamente, passam todos os inquéritos e processos relacionados ao combate à corrupção na capital federal. A postura de Leite já havia sido criticada pelo coordenador da força-tarefa da Zelotes, o procurador Frederico Paiva. Em coletiva de imprensa, Paiva afirmou que a operação não sensibiliza a mídia e que o juiz tem um histórico de acúmulo de processos que deveria ser acompanhado de perto.

Última instância à qual o contribuinte brasileiro pode recorrer para reverter dívidas com a Receita Federal, o Carf acumula, atualmente, cerca de 105 mil processos cujo valor ultrapassa 520 bilhões de reais. Até então esquecido dentro da estrutura do Ministério da Fazenda, o órgão ganhou o noticiário após a Polícia Federal desarticular um esquema responsável por negociar votos de seus conselheiros e fraudar votações que causaram um prejuízo estimado em 6 bilhões de reais. São 74 processos investigados no valor de 19 bilhões de reais em dívidas de bancos, montadoras de automóveis, siderúrgicas e inúmeros grandes devedores que apostavam na corrupção de agentes públicos para burlar o pagamento de impostos. Na opinião dos investigadores da PF, trata-se da maior fraude tributária descoberta no Brasil.


Fonte: Carta Capital Online- Blog do Serapião http://www.cartacapital.com.br/blogs/blog-do-serapiao/corregedoria-investiga-juiz-da-zelotes-4789.html

por Fabio Serapião — publicado 25/05/2015 16h01, última modificação 25/05/2015 16h12

10 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Operação Zelotes, parece haver nascido morta.

Desde o seu anúncio pela mídia não muito interessada, talvez por envolver milionários contratos de propaganda.

Mais recentemente, o Min. da Fazenda, Levy, com grande interesse pessoal no Grupo Bradesco, creio que por fazer parte dele, não tem muito interesse no caminhar da carruagem, nem mesmo suavemente; claro que não se trata de uma acusação, apenas uma opinião.

Têm interesses muito mais fortes do que o próprio interesse do PT, de lula e de todos os seus.

Depois dos céus, no Brasil quem manda e comanda são os banqueiros, depois os grupos organizados............ continuar lendo

Exatamente, caro Rui Nerys!

Os jornais pouco mencionam a operação. A presidente, quando questionada a respeito do desinteresse do Min. da Fazenda, o defende com unhas e dentes ao invés de emitir ela própria uma opinião que não seja a frase dita em todas essas ocasiões: "-Acho que deve haver investigações, e se houver corrupção, resolveremos"- É óbvio que deve ser investigado!
Concordo contigo! Nosso país está nas mãos de banqueiros e corporações. continuar lendo

Após a leitura dessa matéria eu me pergunto pelo jeito só pobre paga imposto nesse pais. As grandes empresas nacionais e ou multinacionais, bancos sabem como burlar o pagamento dos tributos que é devido. Sonegação e corrupção. continuar lendo

Concordo contigo, Marília Netto Ayres! Creio que se as investigações acerca desses meios para burlar pagamentos dos impostos fossem levadas a fundo, não sobraria empresa sobre empresa. É como disse o presidente Mujica, em seu novo livro, citando uma frase que Lula teria dito a ele: "- A única forma de governar o Brasil é com corrupção, senão o país não anda!"- creio que isso começa pelas empresas. continuar lendo

Os três poderes da republica estão PODRES ? Certamente que sim.
O EXECUTIVO mente descaradamente, penaliza o cidadão de bem aquele que paga em dia seus impostos, e premia aqueles que burlam a lei e cometem atos de corrupção, vide as grandes empreiteiras, políticos desonestos, partidos políticos etc.
O LEGISLATIVO se corrompe diariamente em conluio com o executivo e muita das vezes, se associando aos grandes corruptores (empresas) do Brasil e do exterior.
O JUDICIÁRIO vende sentenças, engaveta processos, deixa de julgar casos de interesse da população quando deveria ser exatamente o contrário.Sem contar que a sua composição, carece de gente com mais capacidade e honestidade.
São as três CASTAS que detém todas sorte de privilégios, não sobrando nem mesmo MIGALHAS ao sofrido povo brasileiro.Sé DEUS é quem pode nos ajudar ! continuar lendo

Excelente, Levino S. Viso! Resumiu o país num comentário. Para completar, coloque nisso a falta de investimentos em educação (propositadamente), a cultura desvalorizadora do país, mídia corrupta, e eis o país. continuar lendo

Obrigada a todos que recomendaram o texto, e, principalmente, aos excelentes comentários! continuar lendo